segunda, 21 setembro 2009 14:13

Fórum sobre o rio reúne ambientalistas portugueses e espanhóis

Cecília Honório no fórum sobre o rio GuadianaNa tarde de sábado, dia 19 de Setembro, dezenas de pessoas participaram no Fórum "Linguagens sobre o rio", promovido pelo Bloco em pleno Guadiana e que reuniu activistas espanhóis e portugueses em defesa de um desenvolvimento sustentável que não hipoteque o futuro das populações.

 

Fórum sobre o rio GuadianaLuís Pedras, candidato bloquista em Elvas, salientou que as regiões do Alentejo, Algarve, Extremadura e Andaluzia estão unidas numa só voz na denúncia dos atropelos ambientais à volta do rio Guadiana, onde o diálogo transfronteiriço assume uma enorme importância. "Os interesses do lucro não passarão", finalizou Luís Pedras.

O representante da Plataforma de Cidadãos "Refinaria No" denunciou o favorecimento dos interesses familiares do projecto, uma vez que o sobrinho do presidente da Extremadura é o presidente do PS de Badajoz, e lembrou uma avaliação negativa do Governo português face aos efeitos preocupantes do projecto da refinaria Balboa, nomeadamente quanto à descarga dos influentes industriais, cujo níveis de toxicidade podem atingir valores impressionantes. "O Guadiana separa as nações, mas os povos unem-se em defesa do rio. O ar e a água não respeitam fronteiras", declarou.

No mesmo sentido, o representante da Plataforma "Oleoduto No", de Huelva, deixou uma mensagem de coragem aos participantes: "Portugueses e espanhóis juntos conseguirão impedir este processo!"

Numa emocionada intervenção, o candidato do BE à Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, António Tomás, salientou que foi "a fúria do capitalismo que destruiu o rio", pelo que "salvar o rio Guadiana é a palavra de ordem" e Augusto Fonseca, candidato bloquista à Assembleia Municipal daquele concelho, acrescentou que a escolha que se impõe é "entre a catástrofe ambiental e o eco-socialismo".

Cecília Honório, cabeça de lista do BE para as eleições legislativas, reforçou que "a linguagem da solidariedade não tem fronteiras" e que os activistas sabem bem que "o poder sobre os recursos é uma forma de exercer o poder sobre as pessoas". Com o projecto da refinaria, a luta pelo Guadiana e por um modelo de desenvolvimento sustentável é urgente. "Já chega de negócios entre padrinhos e afilhados" afiançou, adiantando, numa referência à proposta do BE para a concretização de uma regionalização feita com as populações, que "é ao Algarve que cabe decidir o seu futuro"

No final, os participantes aprovaram uma moção de repúdio e rejeição do projecto da refinaria em Balboa, que prevê a circulação diária de 110 mil barris de crude, com consequências irreversíveis para as populações.

Fórum sobre o rio Guadiana

Partilhar


XI Convenção do Bloco de Esquerda

Propostas do Bloco para a habitação

Autarquias

adere

Vídeos

Tempo de Antena - Março 2018

resolucoes

 

videos bloco

 

tempos antena

Esquerda Europeia